Fórum de Electrónica - projectos, cursos, tutoriais, compra e venda, etc. em electrónica
Este fórum migrou para aqui. Se quiser visitar o novo fórum, deverá clicar nesta frase.

Para serviços neste fórum use os botões em baixo.
Últimos assuntos
» Ajuda para mesa de mistura BEHRINGER Eurorack 2442Fx-Pro
Seg 27 Abr 2015 - 13:24 por Jose Manuel Borges

» Microchip MPLAB IDE - PIC16F84A
Sex 8 Ago 2014 - 19:29 por Electromonkeys

» Ajuda sobre curso de electronica
Seg 4 Ago 2014 - 13:57 por Nunes Pereira

» Procuro: Programdores em C, elaborar circuitos electrónicos. Trabalho remunerado
Qua 11 Jun 2014 - 14:07 por ricardo costa1986

» PORTA NOT
Dom 2 Mar 2014 - 13:40 por yoda

» Ajuda com Monitor Philips190tws
Qui 28 Nov 2013 - 1:28 por kagareu

» Estação de Retrabalho não derrete a solda
Sab 12 Out 2013 - 17:10 por itacipri

» Plataforma para cálculo de tempo de voo
Sab 27 Jul 2013 - 4:06 por diogofsousa92

» Prestação serviços projeto eletronica""
Sex 26 Jul 2013 - 15:24 por Mega_Migas

» l7812cv
Seg 15 Jul 2013 - 13:06 por boleiro

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante :: 1 Motor de busca

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 66 em Qui 6 Jan 2011 - 0:00
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


Curso de electrónica - Parte 24 Operational Amplifier (Op-Amp)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Curso de electrónica - Parte 24 Operational Amplifier (Op-Amp)

Mensagem  joseflor em Qui 4 Dez 2008 - 6:35

Em construção

Índice do curso aqui
Votação sobre "Curso de Electrónica – por José Flor"


Introdução á electrónica básica
Parte 24
Operational Amplifier (Op-Amp)


Nota: mesta lição chamarei de op-amp (forma inglêsa) ou amplificador operacional

Em primeiro de tudo o que é um op-amp?
Op-Amp vem do inglês. É palavra curta para “Operational Amplifier”. Originalmente o op-amp veio para executar operações matemáticas em computadores analógicos e instrumentação.
Teoricamente um amplificador operacional tem um ganho infinito. Na pratica isto não acontece devido a muito factores. O Op-amp Possui duas entradas, uma inversora (-) e outra não inversora (+). Normalmente um op-amp é ligado na entrada inversora com realimentação negativa ou "negative feedback". Isto acontece para reduzir o ganho do amplificador e ganhar em instabilidade.

Existem muito tipo de op-amp no mercado. Um deles muito usado é o LM741 da National e que usarei aqui neste curso. Com o op-amp podemos fazer muito tipo de montagem de acordo com as nossas necessidades. Pode-se dizer que o op-amp é um componente com uma vasta gama de ligações e configurações.
Não confundir op-amp com comparadores. Embora o principio de funcionamento seja idêntico, um serve para amplificar sinais e o outro serve como comparador. Tem muita pessoa que se diz que é expert em op-amp e no entanto afirma e usa comparadores com as funções de op-amp e vise versa. Mas isto é só uma afirmação fundamentada, no entanto você pode ver alguns projetos na internet nesse sentido. É que cada um deles tem propriedades diferentes. São tantas as propriedades deles que basta por agora só referir algumas deles como “Input Offset Voltage”, “Input Bias Current”, “Drift”, “Slew Rate”, “Ruídos”, etc. Mas isto já é um estudo muito mais avançado do op-amp. O que vai interessar por agora é como se liga um op-amp, e alguns conceitos básicos sobre o mesmo.

Ok, já chega de palavreado. O que o pessoal mesmo que é ver formas de ligação do op-amp. Mas não se esqueça que o resto também é importante para aprender.

Em baixo segue informação sobre como é chamado o OP-AMP no Brasil:
Márcio Oliveira Ferreira escreveu:
Olá José Flor,
Parabéns pela pontuação... Só uma observação, aqui no Brasil Amplificadores Operacionais são abraviados como "AO" mesmo e eu já vi no exterior principalmente em documentação de máquinas eles serem chamados no contrário "OA" no inglês, cada vez mais eles vem perdendo terreno pra eletronica digital, pois graças aos ADC's e os DAC's os AOs vem deixando algumas aplicações de lado, pois em eletrônica analógica costuma se ter que realizar calibrações de tempos em tempos devidos aos desgastes dos próprios componentes eletronicos e quando utilizamos aplicações com AOs essa alteração é consequentemente amplificada também, mas há setores que ainda são de extrema importancia para eles como a instrumentação por exemplo, que trabalha com sinais extremamente baixo e sensível tornando um ADC ainda inutil, claro que isso terá alterações no futuro com o desenvolvimento de novos componentes capazes de trabalhar com tais sinais, há também um fator que eu chamo de arquiológico lol, são técnicos pré-históricos que preferem trabalhar com os AOs do que os ADCs pois os dominam melhor, nada contra, pois eu mesmo sou um que domino melhor a técnica com AOs do que com ADCs, alguns pré-históricos também dizem que os AOs são mais seguros pois não correm o risco de ter um bit alterado por interferencia ou falha de componente, apesar que nunca presenciei uma falha assim com componente digital...


José António Flor de Sousa

_________________
Happy soldering!
José Flor - OzFlor
Venda de componentes de electrónica
Loja EBR (Eletrônica BRasil)
Fórum oficial de electrónica de José Flor - OzFlor
avatar
joseflor
Nível 3
Nível 3

Mensagens : 273
Pontos : 3273
Reputação : 7
Data de inscrição : 08/11/2008
Idade : 53
Localização : Mangerton, NSW, Austrália

Ver perfil do usuário http://www.ozflor.com/eletrokit/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum